Assembleia Docente decide greve a partir de 1º de agosto

Além da entrada em greve a partir de 1º de agosto, a assembleia docente desta quinta-feira aprovou uma série de deliberações com o objetivo de intensificar a mobilização dos professores da Uerj. Entre estas, a participação no ato público do Fórum dos Servidores da Secretaria de Ciência e Tecnologia e Desenvolvimento Social (Sectds) nesta segunda-feira, às 10h. A manifestação será na Secretaria de Fazenda e exigirá a regularização imediata dos salários dos servidores vinculados à Sectds, os últimos na prioridade de pagamento do Estado.

A próxima assembleia será no dia 1º de agosto, às 14h, quando se inicia a greve dos professores da Uerj.

Veja as outras deliberações

 

Definir como pauta emergencial - que não anula outras questões - a regularização de salários, bolsas e o custeio da universidade

Revisão do calendário com 75% a menos do período, previsto para 2017.1

Levar ao Consun a proposta de convocação de Assembleia Universitária

Produzir nota contestando a avaliação da Reitoria de que as condições melhoraram ao longo do semestre

Cobrar a posição da Reitoria sobre as condições e o orçamento da universidade, em ato no Conselho Universitário

Cobrar da reitoria o encaminhamento com urgência da Resolução sobre a DE ao Conselho Universitário

Instalação de um painel com os dias de salários atrasados nos campi da Uerj

Exposição de trabalhos simultâneos em estações de metrô no
mês

Encaminhar as entidades de áreas pedidos de descontos e isenções para professores da Uerj em encontros acadêmicos

Produção de vídeos com depoimentos de professores, técnico-administrativos e alunos sobre este primeiro semestre na Uerj

Carreata simultânea nos municípios em que existem "campus" da Uerj no mês de agosto